Como usar a curadoria de listas do Twitter para informar e encontrar informações

As listas ajudam a organizar a leitura dos posts e a controlar o fluxo incessante de informações no Twitter. A possibilidade de incluir nessas listas usuários a quem você não necessita seguir, ajuda ainda mais quando ela é criada para acompanhar algum evento, algo ocasional. Além disso, elas podem ser compartilhadas, a lista criada por uma pessoa pode ser seguida por muitas outras.

A lista é também uma alternativa inteligente à #hashtag, que ocupa um espaço precioso, necessita de divulgação e da atenção de quem está postando.

Todas as características que mencionei já valorizam a lista como um instrumento importante para quem segue muitas pessoas, usa o Twitter para trabalho ou é um usuário frequente e contumaz. Há, porém, uma outra, pouco percebida: a lista dá ao seu criador o controle. Ele determina quem participa, se ela será pública ou não e até escolhe o que pode ser exibido nas aplicações e widgets cujo conteúdo é originado nessas listas. O criador pode exercer uma espécie de curadoria.

Vou citar dois exemplos de ÉPOCA que ilustram bem isso. O primeiro, muito simples, é a listaPresidente2010. Ela reúne simplesmente os posts dos candidatos e seus vices e das contas criadas pelo site para acompanhar a campanha dos três principais candidatos. Apenas 13 usuários estão nessa lista, 129 a subscreveram e também a seguem. A aparente singeleza se modifica quando vemos as possibilidades de aplicação disso, quando agregamos a lista a um aplicativo como Cover it Live ou PubliTweet. Um exemplo está no pé direito da página deEleições. Note que nesse widget as possibilidades se multiplicam, o leitor já acessa conteúdo além do que o Twitter exibe, compartilha em redes sociais e subscreve alertas por e-mail, escolhendo palavras-chave e periodicidade para recebê-los.

Esse filtro já pode ser aplicado ao widget com antecedência. No segundo exemplo, uma lista do blog Fala, Mundo, informações de diversas fontes sobre o drama dos 33 mineiros são filtradas e exibidas no blog:

A riqueza de conteúdo que é oriunda dessas listas serve também para alertar as suas equipes e gerar novos conteúdos. É o caso deste post no próprio Fala, Mundo. Alertado pela lista do twitter, o blog apurou mais informações e publicou uma nova notícia.

Mesmo nesses casos, em que a tecnologia é um aliado muito forte, a escolha das fontes é fundamental. Para tanto, a tecnologia continua do nosso lado, mas isso já é assunto para um novo post.

Um comentário sobre “Como usar a curadoria de listas do Twitter para informar e encontrar informações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *