Quanto da sua audiência deve vir das redes sociais

A melhor recomendação para dosar as origens de audiência é buscar o equilíbrio. Essa harmonia evita criar dependência de uma única origem de tráfego. É um trabalho infinito: buscar o equilíbrio entre as audiências vindas de buscadores (Google, Bing etc), tráfego direto (usuários que têm sua url em mente) e sites de referência (outros blogs e sites que publicam links para seu conteúdo); aumentar a audiência nessas origens e novamente desequilibrar. Essa dança entre equilibrar e desequilibrar é uma constante na vida de quem precisa aumentar o acesso a suas páginas na internet. Conseguir 1/3 de tráfego direto, 1/3 de buscadores e 1/3 de sites de referência era até agora uma boa equação para dosar as fontes de tráfego. Era.

Exemplo de equilíbrio nas fontes de audiência (Google Analytics)

As redes sociais se transformaram em grandes fontes de tráfego. Os links publicados em Orkut, Facebook, Twitter, Linkedin, Digg e muitos outros forçaram um desequilíbrio nas origens aumentando o tráfego de audiência vindo de links de referência.

Esse desequilíbrio nos força a buscar uma nova correlação que traga novamente uma independência das várias fontes de tráfego. Pelas informações que tenho, as mídias sociais são responsáveis por algo entre 1,5% e 12% da audiência geral de sites com a possibilidade desse número crescer quando a medição se refere a blogs. Esse índice, que normalmente é somado aos links de referência, deve já ser separado. E ouso dizer que a nossa meta deveria considerar uma audiência oriunda de mídias sociais em torno de 25% do total da audiência do blog, site ou portal.

Experimente colocar esse índice como meta de audiência, defina um tempo para isso e as ações necessárias para alcançar esse resultado. Com uma boa política para mídias sociais esse reforço de audiência pode ser conquistado em um tempo não tão longo. E aí prepare-se para a próxima dança.

2 comentários sobre “Quanto da sua audiência deve vir das redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *