Niiiws, o aplicativo para iPad que agrega conteúdos de jornais brasileiros

Ler notícias em português em aplicativos agregadores para tablets ou smartphones não é uma experiência fácil e prazenteira. Para acessar notícias publicadas no Brasil nesses agregadores, o leitor até agora estava limitado às informações compartilhadas em sua rede de relacionamento, principalmente no Twitter e Facebook, e relacionadas em agregadores como Flipboard, por exemplo. Melhor, mas nem sempre mais fácil, era registrar o RSS de suas fontes preferidas em português em aplicativos como Feedly ou Google Currents. Tudo muito longe da experiência de um Zite.

Ontem recebi o link para fazer o download do Niiiws, um aplicativo que tem criado versões para diferentes países e lançou uma versão brasileira que se propõe a oferecer as “notícias mais relevantes dos jornais brasileiros no iPad”.

O aplicativo separa os conteúdos por temas, reúne conteúdo dos principais sites de jornais brasileiros (não percebi a presença d’O Globo) e, bom para os sites, em vez de reproduzir o conteúdo das páginas num template próprio, o agregador se transforma numa espécie de browser e abre a página do site abaixo de uma barra do Niiiws. Imagino que nesse caso, contabilize audiência e a exibição dos anúncios presentes nas páginas originais.

O problema começa na seleção das informações. O Niiiws não distingue, a princípio, conteúdos de interesse mais amplo das notícias regionais. Assim, notícias de interesse local disputam espaço com informações nacionais e internacionais. Isso não seria um problema se houvesse a possibilidade de fazer escolhas prévias de veículos, temas e local de meu interesse. Essa configuração é possível, mas somente quando o leitor acessa uma determinada notícia. No contexto da notícia, e de uma maneira discreta, o Niiiws se aproxima do Zite e oferece a possibilidade de “pedir” mais informações, de dizer ao software que quer receber dali em diante mais conteúdos de um determinado veículo, tema ou – boa novidade – do autor do texto.

Se o aplicativo funcionar como funciona o Zite, teremos algo muito bom nas mãos, mas o leitor precisará fazer um polimento, uma lapidação, para personalizar o aplicativo e torná-lo útil e necessário.

Há duas coisas que não dependem do leitor, mas que o software precisará fazer para melhorar o Niiiws. Uma delas é trazer junto com a informação a data e o horário em que as notícias foram publicadas (acessei uma notícia na Home que já estava publicada há quase 24 horas pensando tratar-se de algo do dia). Outra é fazer um filtro que identifique o veículo ou o conteúdo mais relevante para uma determinada informação. Sobram fotos do ator Michael Clarke, falecido no dia 3 de setembro, e da derrière da Mulher Pêra (com acento/assento), candidata a uma vaga na câmara de vereadores de São Paulo. Como os assuntos foram destaque em vários veículos, o aplicativo empilha mais do mesmo na tela do iPad.

Um comentário sobre “Niiiws, o aplicativo para iPad que agrega conteúdos de jornais brasileiros

  1. Recebi esta resposta do João Martins, de Portugal, criador do aplicativo, e compartilho com vocês:

    Volto a agradecer o interesse e a review sobre o Niiiws, o que é muito importante para nós, seja como facilitador de divulgação seja como ajuda a melhorar a aplicação.

    Li atentamente a sua opinião e gostava de sublinhar alguns pontos, que lanço, assim, à discussão e à sua opinião 😉

    A ideia do Niiiws é exactamente ser o Zite da imprensa nacional 😉
    houve quem comparasse com o flipboard ou outras (link) mas o Zite é nossa inspiração
    a grande diferença é que não é uma app, mas uma app por país
    neste momento temos disponíveis nas diferentes App Stores:
    Portugal (worldwide)
    Brasil
    ESpanha
    França
    Reino Unido
    Rep Irlanda
    USA (worldwide)
    Estamos por isso condicionados à própria imprensa nacional em cada país
    só por isto as fontes são bem menos do que as do Zite, e com outras condicionantes
    os sites dos jornais no Brasil, por ex, não são muito bons
    temos 2 ou 3 fontes muito fortes que ocupam muito a aplicação (em França, p.e., tal não acontece)
    muitos jornais trabalham mto pouco ou mal as redes sociais, onde vamos medir a ‘força’ de cada notícia
    muitos têm poucas ou más tags, o que dificulta a personalização
    O algoritmo de majoração é todo automático e constante, medindo a relevância em diferentes redes sociais sob regras predefinidas
    Nós entregamos uma publicação com as secções definidas por benchmark nacional (Capa, Brasil, Politica, etc) e com o maximo de fontes que conseguimos agregar e ler
    as noticias entram nas secções por indicação da organização da própria fonte
    por ex., se um jornal tem na sua secção de Economia uma notícia de Desporto é aí que ela vai aparecer, pouco há a fazer a não ser uma potencial edição manual à posteriori
    Quando vai a uma notícia mandamos para a página da fonte, sem fazer parte como no Zite, para criar tráfego aos jornais com quem queremos criar laços e parcerias no futuro
    A personalização, tal como no Zite, é feita em função das tags das notícias e funcionam para toda a aplicação
    pode demorar um pouco a encontrar todas as tags (fontes e autores) que deseja mas a prazo a sua a app ficará cada vez mais personalizada
    como temos as secções de um jornal, não damos uma escolha inicial de temas como Zite
    entregamos um ‘jornal’ e permitimos, então a personalização constante
    Não apresentar a data foi uma opção consciente de simplificação e focus no realmente importante, a notícia
    estamos entregando um jornal diário, todas as notícias estarão nesse leque de tempo
    de qualquer modo, as notícias são ordenadas por factor tempo
    Quanto às noticias semelhantes as decisões são mais complicadas
    há quem goste de ter as diferentes versões da ‘estória’ e daí as diferentes fontes
    mostra bem o tema quente em todos os jornais
    é impossivel definir que uma noticia é melhor do que outra e escolher essa, a majoração deve-se, normalmente, à fonte que tem mais leitores ou mais actividade nas redes e não ao modo como a própria notícia está feita, apresentada ou escrita
    de qualquer modo estamos trabalhando nesse relacionamento … mas há muitas questões que não vão estar decididas no curto prazo
    Apostamos num conceito, que resolva um problema: obter rapidamente as noticias mais importantes, ou pelo menos as mais badaladas nas redes sociais
    nunca teremos um serviço que sirva na plenitude a todos
    é sempre fácil imaginar novas funcionalidades e possibilidades
    tomamos as decisões que achamos mais acertadas para oferecer à maioria dos potenciais leitores algo simples e imediato que lhes resolva a necessidade de acesso ao mais relevante da imprensa
    a app nunca terá tudo, nem sequer sempre o mais relevante, mas trabalhamos para que seja sempre melhor
    nós também somos leitores, na verdade fizemos a app porque necessitavamos dela 😉
    esperamos que o Niiiws, mesmo apenas como está agora, sirva para as pessoas curtirem e darem valor a um conceito que não tinham ao seu dispor
    temos muitas ideias e hipoteses para exprimentar e implementar mas este tipo de oferta tem que ser evolutiva ouvindo bem o utilizador e tomando decisões
    por isso, lhe agradeço tanto a sua opinião já expressa e a que espero sobre os pontos acima.

    Certo que queremos fazer uma app simples mas de excelência, que seja usada por muitos e que consiga inclusivamente despertar o interesse da industria para tirar partido dela connosco
    Faremos o melhor para que todos gostem, usem e nos ajudem a crescer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *